Artigos relacionados

Amílcar Coelho é natural de Cumeira de Baixo (25 de Maio de 1953), freguesia de Aljubarrota, concelho de Alcobaça, e reside em Chãos da mesma freguesia e concelho. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Coimbra, obteve o Mestrado e o Doutoramento em Filosofia Contemporânea (especialidade de Filosofia da Educação) pela Universidade Nova de Lisboa. A actividade política (autárquica, sindical, etc.) e a actividade docente (professor, formador, etc.) constituíram o essencial da evolução da sua vida profissional, que conheceu também o exercício de funções em áreas de gestão (empresas, etc.) e de administração pública (CFAE, etc.). Actualmente, colabora como Docente e Investigador com a ESECS-IPL e é Presidente e Secretário Executivo da UGT União de Leiria.

Mas aquilo a que o Autor atribui mais significado é aos seus saudosos anos de juventude nos quais foi operário (pintor de louça) e estudante do ensino nocturno (Curso Geral de Administração e Comércio e Curso Complementar dos Liceus).

Principais publicações

Livros

• (1987): Cultura e controvérsia na filosofia de educação de António Sérgio (Tese de Mestrado), Lisboa: FCSH-UNL.

• (2000): Vieira Natividade e a Tragédia do Tempo Presente, Alcobaça: Edição da CMA.

• (2005): Os Horizontes da Cidadania e os Valores da Pessoa (Tese de Doutoramento), Lisboa:FCSH-UNL.

• (2006): Convivência escolar, Madrid: UNED.

• (2010): A Filosofia e o Aprender a Filosofar: o labirinto, o monstro e a serenidade, S. Paulo: Arte-Livros Editora.

• (2012): Enigma de Cister – O espaço entre o visível e o invisível, Leiria: Imagens & Letras.

• (2012): O Céu, a Pedra e a Terra – Os Cistercienses em Alcobaça, Colecção Estudos e Documentos, Batalha: CEPAE (co-autoria com António Maduro e Rui Rasquilho).

• (2012): Cister e o espaço entre o visível e o invisível – Para uma Filosofia do Espaço, São Paulo, Arte-Livros Editora.

• (2015): Eles não esperam por cães que mancam. Leiria: Textiverso.

• (2015): Controvérsias e jogos de verdade (no prelo).

Colaboração noutros livros ou revistas

• (1986): “Verney e a exigência educativa das mulheres”, REVISTA DA EDUCAÇÃO, 1, Lisboa, pp. 69-71.

• (1987): “O 1.º ciclo da obra de António Sérgio e as encruzilhadas pedagógicas e filosóficas do seu itinerário em prol da cultura”, REVISTA DA EDUCAÇÃO, 2, Lisboa, pp. 47-54.

• (1989): “Science and Political Legitimation in Portugal Under the Salazar Regime”, XVIII TH INTERNATIONAL CONGRESS OF HISTORY OF SCIENCE, Hamburg-Munich.

• (1990): Desafio e refutação, Lisboa: Livros Horizonte.

• (1990): “Sujeição, autenticidade e enigma”, A ACÇÃO EDUCATIVA: ANÁLISE PSICO-SOCIAL, Leiria, ESEL/APPORT, pp. 45-56.

• (1990): “História das Ciências em Portugal: ensino e investigação”, INGENIUM, SEMINÁRIO DE ESTUDOS GALEGOS, n.º 2, Santiago de Compostela.

• (1995): “António Sérgio e a construção do Socialismo Democrático”, DEMOCRACIA E DESENVOLVIMENTO, Fundação José Fontana, Lisboa.

• (1996): “A controvérsia entre Sérgio e Caraça sobre Platão e a Geometria”, VÉRTICE, Lisboa, pp.103-104.

• (2005): “A Formação de professores na perspectiva da integração organizacional do desenvolvimento pessoal e profissional”, JORNAL DO SDPM, Funchal.

• (2010): “Percursos recentes de construção da profissão docente em Portugal – Caminhos complexos que exigem valores”, Lisboa, ACTAS DO CONGRESSO DA AFIRSE (em conjunto com Antónia Barreto).

• (2013): “Enigma de Cister – O espaço entre o visível e o invisível – Formulação de uma Problemática”, Congresso Internacional Mosteiros Cistercienses, Passado, Presente e Futuro”, Actas, Tomo II, Alcobaça: Jorlis.