Artigos relacionados

Na montra

cao_bela_capa.jpg

Cadernos-9 01

O volume n.º 9 dos “Cadernos de Estudos Leirienses” já está nas livrarias e foi lançado no dia 17 de Setembro de 2016 no auditório do Município de Ansião. Produzido pela Textiverso, de Leiria, este volume tem 528 páginas e dedica cerca de metade delas ao Norte do Distrito e, em particular, ao concelho de Ansião. Na sessão de lançamento estiveram o Presidente da Câmara Municipal de Ansião, Dr. Rui Rocha, e a Vereadora da Cultura, Dra. Célia Freire, e ainda o editor, Eng. Carlos Fernandes, o coordenador científico, Prof. Doutor Saul António Gomes, e o ilustre ansianense, Mestre Manuel Augusto Dias, para além de muitos colaboradores.

 

Cadernos-9 02

Saul Gomes fez a apresentação geral do volume, salientando o local e as circunstâncias em que ele estava a ser apresentado, considerando Ansião um «concelho rico em património natural, arqueológico, histórico e etnográfico, lugar nodal entre o Litoral atlântico e as serranias de Sicó, Alvaiázere, Alge e Zêzere». Ele mesmo autor de um estudo inserido no volume, “O povoamento do território de Ansião nos séculos XII e XIII”, esteve à vontade para, em síntese, caracterizar a região e as suas gentes desde sempre esforçadas, mas sempre lutadoras e sempre vencedoras como o comprovam as inúmeras realizações ao longo de toda a história e a grande quantidade de personalidades de carácter nacional dali oriundas.

Por sua vez, Manuel Augusto Dias, especial coordenador do dossier Ansião inserido nestes Cadernos, fez a apresentação de cada um dos temas desse dossier, deixando para os presentes indicações preciosas sobre as matérias tratadas, mas aconselhando a sua leitura para aprofundamento das questões e esclarecimento das curiosidades suscitadas. Exímio nesta arte de apontar o cerne dos assuntos, mas deixando o epílogo em suspenso, o apresentador manteve a plateia atenta e interessada, e por certo conquistou novos leitores para aqueles temas e para outros que completam o volume.

Finalmente, o Presidente da Câmara enalteceu a iniciativa e congratulou-se não só pelo facto de os Cadernos dedicarem um dossier ao seu concelho, mas sobretudo por um vasto número de investigadores ter escolhido Ansião como tema do seu trabalho.

A sessão terminou com um Porto de honra e uma mesa cheia de acepipes, oferecidos pela autarquia a todos os presentes, o que, uma vez mais, marcou a simpatia dos seus responsáveis e a sua arte de acolher. (Fotos C. B. M.)