Artigos relacionados

Na montra

capa_hiram.jpg

O Município de Ansião promoveu no dia 12 de Novembro de 2016 o lançamento de dois livros de grande significado e importância: a “Réplica do Foral Manuelino de Ansião” (fac-símile), de 20 páginas, e o estudo “Réplica reconstituída do Foral Manuelino de Ansião”, este da responsabilidade de Mário Rui Simões Rodrigues, com 80 páginas, ambos produção da Textiverso. Na mesa estiveram: o Presidente da Câmara, Dr. Rui Rocha, a Vereadora da Cultura e Vice-presidente, Dra. Célia Freire, o editor, Eng. Carlos Fernandes, e ainda o Dr. Manuel Augusto Dias e Dr. Mário Rui Simões Rodrigues.

Foram justamente o Dr. Manuel Augusto Dias e Dr. Mário Rui Simões Rodrigues que fizeram a apresentação destes dois livros: o primeiro, evocando todas as iniciativas que decorreram em Ansião desde 5 de Julho de 2014, 5.º centenário do Foral Manuelino; e o segundo, explicando como se reconstituiu o foral para a sua presente edição fac-similada.

 

Manuel Augusto Dias foi projectando alguns diapositivos alusivos às várias iniciativas promovidas nos últimos dois anos em torno do 5.º centenário do Foral Manuelino de Ansião, citando nomeadamente a Prof.ª Margarida Neto para afirmar que «não é o foral que cria o concelho: é a luta contra o foral que cria consciência local». Lembrou a festiva leitura pública do foral, as danças quinhentistas, conferências, exposições, cortejos alegóricos, feiras e até o lançamento do livro “500 anos dos forais manuelinos a terras de Ansião”.

Por sua vez, Mário Rui Simões Rodrigues, autor do livro “Réplica reconstituída do Foral Manuelino de Ansião”, agora apresentado, explicou a dificuldade encontrada e, depois, ultrapassada com a reprodução do Foral Manuelino, uma vez que o único exemplar existente (conhecido) não tem a primeira folha (as duas 1.ªs páginas), embora seja conhecido o respectivo texto. O que ele fez, num minucioso trabalho com o editor, foi “inventar” a imagem das duas primeiras páginas e inserir nelas o texto respectivo, produzindo uma réplica que se supõe aproximada do original.

Naturalmente estudou o Foral e outros documentos alusivos a Ansião, produzindo um livro incontornável para a compreensão da história do município e região de Ansião.

O lançamento destes dois volumes encerrou assim, da melhor forma, o período de evocações públicas do 5.º centenário do Foral Manuelino de Ansião, ficando agora o Município em posse da réplica do famoso documento.