Artigos relacionados

Na montra

capa_texturas.jpg

No âmbito das comemorações do 1.º Centenário da Restauração do Concelho da Marinha Grande, foi apresentado no passado dia 19 de Fevereiro, na Marinha Grande, no Edifício da Resinagem, o livro “Pereira Roldão - Velha Família da Marinha Grande”, da autoria de Gabriel Roldão. Na realidade, trata-se da reimpressão da edição de 2009, praticamente esgotada no dia da apresentação (em S. Pedro de Moel). O livro tem 468 páginas e é uma produção da Textiverso, de Leiria.

Esta reimpressão foi doada pelo autor à Confraria da Sopa do Vidreiro para quem reverte o produto das vendas.

 

E foi justamente o Presidente/Grão-Mestre daquela Confraria, Luís Abreu e Sousa, quem apresentou o livro de cujo prefácio é responsável. Nele diz que «a grande característica que tem esta genealogia (...) é que é diferente, para melhor, do que aquelas  que vulgarmente conseguimos: é que esta dá-nos uma fixação da História da Marinha Grande». E prossegue: «Ao fazer descrições biográficas dos seus familiares, o Gabriel vai buscar, situar, criar pontos de partida, de factos históricos, de indústrias, de actividades comerciais, da vida  social, de profissões, de cultura, de evoluções de estilos e modos de viver, de épocas de ouro e de amargura pelas quais, no emaranhado desta família, um ou outro por elas passou e é representativo disso. Desde o cargo mais humilde ao cargo mais opulento, desde a profissão mais simples à profissão mais criteriosa e elevada, pelo menos um Roldão esteve lá. A precisão dos elementos característicos (datas, descrições, fotografias, contos, anedotas, curiosidades, etc.) é prova demonstrativa da sagacidade do autor. Valem ainda os elementos obtidos para este trabalho, mas é de enaltecer o que documentalmente também foi guardando, desde pequeno, como se antevisse que em anos futuros tudo o que guardou iria ser preciso.»

Luís Abreu sublinha ainda que «só uma pessoa dotada de um incomensurável estima pelo próximo e pela sua terra, de um amor parental extremo e de uma noção profunda da captura, preservação e transmissão do saber é capaz de produzir este tipo de trabalho tal como está.»

Na plateia voltaram a estar muitas pessoas de apelido Roldão, algumas delas vindas de longe para esta sessão, aproveitando para adquirir uma obra que se encontrava esgotada.