AGENDA

  • HISTÓRIA QUE HÁ DE SER NO PNL
    Boas notícias: a partir de 17 de Julho de 2017, o livro História que há de ser, de Manuela Ribeiro (texto) e Nídia Nair (ilustração) passou a fazer companhia à “Plantinha dos meus Pais” (das mesmas autoras) nas listas do PNL. Ambos estão recomendados para Apoio a Projetos de Educação para a Cidadania – 1.º/2.º anos. Estão de parabéns as autoras!

  • A MINHA AGUARELA
    O livro de poesia A minha aguarela, de Luís Silva Sarraipa, com produção da Textiverso, vai ser lançado no dia 2 de Setembro de 2017, às 15h30, na Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira, em Leiria (ao Terreiro), com apresentação dos senhores P. Augusto Gonçalves e João Diogo Loureiro. A sessão contará com uma ilustração musical.

    APRESENTADOS
  • A AVÓ QUE SONHAVA O MAR
    No âmbito do Dia dos Avós, a ADPV – Associação de Desenvolvimento, Progresso e Vida de Liceia (Montemor-o-Velho) e a
    autora lançaram o livro A avó que sonhava o mar, de Lurdes Breda (texto) e Joana Rita (ilustrações), produzido pela Textiverso. A sessão decorreu no dia 16 de Julho, às 16h30, na sede da ADPV (antiga escola primária de Liceia), com apresentação de Filipe Monteiro (escritor e mágico), com a animação de Manuel Ribeiro (música) e de Alana Silva (dança). Estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho e o Presidente da Junta de Freguesia de Liceia.

  • ORLA DA MATA. 1 - VIDA RURAL E POVOAMENTO
    A Marinha Grande passa a ter mais uma obra de referência que estuda o povoamento e a vertente rural daquela região. Tem por título Orla da Mata. 1 - Vida Rural e Povoamento e é da autoria de Luís Neto. Produzido pela Textiverso, foi lançado na Biblioteca Municiapl da Marinha Grande no dia 24 de Junho, às 16h00, com apresentação de Carlos Fernandes e do autor.

  • MARINHA GRANDE EM CARNE VIVA
    Mais uma obra ficcionada, com base em acontecimentos históricos, é a que nos oferece Fernando Luz com Marinha Grande em carne viva. I - Revolta no Pinhal. O livro, produzido pela Textiverso, foi lançado no dia 1 de Julho, às 14h30, no Edifício da Resinagem (Marinha Grande), com apresentação de Carlos Fernandes. O autor dedica esta obra aos Bombeiros da Marinha Grande.

  • OBRA PÓSTUMA DE LUIZ-MANUEL (volume I)
    A Fundação Caixa Agrícola de Leiria está a promover a edição, em livro, da obra póstuma do poeta marinhense Luiz-Manuel. O primeiro volume foi lançado no dia 1 de Julho, às 17h00, no Celeiro da Casa do Terreiro, em Leiria, com apresentação feita pela Professora Doutora Cristina Nobre. Estiveram presentes a viúva de Luiz-Manuel, Janine Gotardi, e diversos amigos vindos expressamente da Suíça.

  • AI! JOAQUINITA - REAPRESENTOU-SE NA BARREIRA (LEIRIA)
    O livro Ai! Joaquinita - Crime à beira de água, de Pedro Moniz, com produção da Textiverso, voltou a ser apresentado ao público, desta vez na terra do autor, a Barreira, no Salão da Junta de Freguesia (Solar do Visconde), no dia 18 de Junho, às 16h30, ainda com António Nunes a fazer considerações sobre o livro e sobre o autor, como fizera na sessão de lançamento. Houve intervenção musical da soprano Manuela Monoz e do pianista Pedro Jordão. Clara Paulo declamou um soneto de Pedro Moniz.

  • A AVÓ QUE SONHAVA O MAR
    No dia 3 de Junho de 2017, procedeu-se ao pré-lançamento do livro A avó que sonhava o mar, de Lurdes Breda, com ilustrações de Joana Rita e produção da Textiverso. A sessão terá lugar na baixa de Coimbra, nas instalações da Comunidade de Inserção “Renascer”, da Cáritas Diocesana de Coimbra, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança.Esta Comunidade prevê a admissão de mulheres e agregados monoparentais, com origem nas mais diversas problemáticas, sendo grande parte dos casos admitidos, vítimas de violência doméstica. Trata-se, pois, de um Equipamento Social em regime residencial, que visa para além da satisfação de necessidades básicas das utentes, a promoção de condições para um processo de desenvolvimento quer a nível pessoal, quer social e familiar, num espaço de suporte afectivo oferecendo apoio social e psicológico, promoção da saúde, desenvolvimento de competências parentais, domésticas e familiares e inserção social e profissional. Lurdes Breda proporcionou às crianças e pais que ali vivem um momento especial com o seu mais recente livro.

  • CADERNOS DE ESTUDOS LEIRIENSES - 12
    O 12.º volume dos Cadernos de Estudos Leirienses foi lançado no dia 27 de Maio, na Galeria Medieval de Ourém (junto do castelo). Este volume insere um dossiê alusivo ao concelho de Ourém, razão que está na base da sua apresentação ali, mas também porque Ourém integra a Diocese de Leiria-Fátima. A apresentação foi feita por Saul Gomes e Ana Saraiva.

  • FORAIS DE LEIRIA
    Da responsabilidade do Professor Doutor Saul António Gomes, com a colaboração de outros estudiosos, o monumental livro Forais de Leiria, de 496 páginas, foi lançado no dia 21 de Maio no auditório do Arquivo Distrital de Leiria, com apresentação e lição de história feitas pelo autor. Para além de um extenso estudo introdutório, profusamente ilustrado, o volume reproduz em fac-simile os forais de Leiria, desde o de D. Afonso Henriques (1142) ao de D. Manuel I (1510). Uma obra fundamental para o conhecimento da história do concelho de Leiria que mostra, pela primeira vez, os seus documentos fundacionais. A não perder.

  • GUINÉ - UM RIO DE MEMÓRIAS
    No dia 6 de Maio, foi lançado no Celeiro da Casa do Terreiro, em Leiria, o livro GUINÉ - Um Rio de Memórias da autoria de Luís Branquinho Crespo. Produzido pela Textiverso, a apresentação foi feita pelo Dr. António Graça de Abreu, Professor da Universidade de Aveiro.


  • FIGUEIRÓ DOS VINHOS - 8 Séculos de História. Passado. Presente. Futuro.
    Figueiró dos Vinhos voltou a ser palco para o lançamento de um livro, desta vez com o título FIGUEIRÓ DOS VINHOS - 8 Séculos de História. Passado. Presente. Futuro., ainda da autoria de Miguel Portela. Edição da União das Freguesias de Figueirós dos Vinhos e Bairradas e produzida pela Textiverso, esta extensa monografia, de 296 páginas, foi ali apresentada pelo autor no dia 1 de Maio, na Casa da Cultura, às 16h00. A sessão integrou-se nas comemorações do Dia da Freguesia e dos 40 anos do Poder Local Democrático.

BREVES

Outro livro da Textiverso no Plano Nacional de Leitura – Já está disponível a lista de livros de 2017 recomendados para o Plano Nacional de Leitura. Entre eles está mais um produzido pela Textiverso:
- História que há de ser, de Manuela Ribeiro, com ilustrações da capa e do miolo de Nídia Nair.

Lá mais de trás já tínhamos outros livros recomendado pelo Plano Nacional de Leitura (PNL):
- Diário de Ana Joana, 12 anos, 1,36 m de altura, de Raquel Ramos, com ilustração da capa de Gonçalo Viana; e
- A Plantinha dos meus Pais, de Manuela Ribeiro, com ilustrações da capa e do miolo de Nídia Nair.
E,
para o 2.º ano - Leitura Autónoma: O urso que perdera o coração, de Carlos Alberto Silva (texto e ilustrações), produção da Textiverso.

Acessos a Artigos
1065741

Temos 99 visitantes e 0 membros em linha