AGENDA

  • COLEÇÃO DE PINTURA DO MUSEU DE LEIRIA
    O Museu de Leiria vai celebrar o seu 1.º aniversário no próximo dia 24 de Setembro de 2016. Entre as várias iniciativas consta a apresentação do muito esperado catálogo de pintura do Museu, que vai designar-se Coleção de Pintura Séculos XVI-XVIII – Museu de Leiria, da autoria de Jorge Estrela, falecido no dia 1 de Janeiro de 2015. A produção deste volume, com capa dura, é da Textiverso, e constitui uma obra de referência não só do autor, mas sobretudo da produção artística da região de Leiria nos séculos XVI a XVIII. Neste catálogo figuram apenas os quadros restaurados e expostos em 2005 no edifício Banco de Portugal, mas insere um precioso estudo do autor sobre a pintura em Leiria.

    APRESENTADOS

  • MAÇONS DE PEDRA E CAL
    MAÇONS DE PEDRA E CAL – A MAÇONARIA AO VALE DO ZÊZERE é o título de um livro da autoria de Aires B. Henriques e de Nuno R. Soares que foi lançado no dia 22 de Julho de 2016, na Casa da Cultura, em Pedrógão Grande.A apresentação do livro foi feita pelo Prof. Doutor António Ventura, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. No livro são abordadas mais de 100 biografias de ilustres cidadãos dos concelhos de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Sertã. 590 páginas de agradáveis surpresas...
    Foi uma iniciativa de “Villa Isaura / Museu da República e Maçonaria” e do Município de Pedrógão Grande.

  • D. MANUEL DE AGUIAR, BISPO DE LEIRIA HÁ 200 ANOS
    O livro Um Bispo Segundo Deus ou Memórias para a vida de D. Manuel de Aguiar, de Vitorino da Silva Araújo, reedição fac-simildada da 1.ª edição, de 1885, teve uma nova apresentação no dia 31 de Janeiro de 2016, Domingo, desta vez na Gráfica de Leiria (Rua D. Dinis, 1/7), por detrás do edifício Banco de Portugal. Foram protagonistas dessa apresentação o Professor Doutor Saul António Gomes e o Cónego Dr. Luciano Coelho Cristino, historiadores ilustres. D. Manuel de Aguiar foi Bispo de Leiria de 1790 a 1815, sobrevivendo às invasões francesas. São marcas da sua passagem por Leiria o Hospital ainda hoje existente e o primeiro cemitério civil da cidade, que existiu atrás da Sé. Falecido precisamente a 19 de Março de 1815, passaram, pois, 200 anos do seu falecimento, o que a reedição do livro pretende assinalar.

  • MAÇÃS DE DONA MARIA NO SÉCULO XVII E A COMENDA DE SÃO PAULO
    O livro Maçãs de Dona Maria no Século XVII e a Comenda de São Paulo: O Tombo de 1608-1610, de Élio Dias Marques e Mário Rui Simões Rodrigues, com produção da Textiverso, foi apresentado no dia 6 de Dezembro no auditório da Junta de Freguesia de Maçãs de D. Maria, no âmbito das Comemorações dos 501 Anos do Foral Manuelino de Maçãs de Dona Maria.

  • ANEDOTAS, CENAS CARICATAS E CURIOSIDADES DA HISTÓRIA DE PORTUGAL
    Ainda no dia 21 de Março, o historiador Mário Rui Simões Rodrigues apresentou Anedotas, Cenas Caricatas e Curiosidades da História de Portugal, de Frei Ricardo Espirituoso. Este livro é uma edição do Dr. Mário Rodrigues, cuja distribuição está a ser feita pela Textiverso.

BREVES

Mais dois livros da Textiverso no Plano Nacional de Leitura – No dia 14 de Julho de 2015 foi publicada a lista de livros recomendados para o Plano Nacional de Leitura. Entre eles estão dois produzidos pela Textiverso:
- Diário de Ana Joana, 12 anos, 1,36 m de altura, de Raquel Ramos, com ilustração da capa de Gonçalo Viana; e
- A Plantinha dos meus Pais, de Manuela Ribeiro, com ilustrações da capa e do miolo de Nídia Nair.
Lá mais de trás já tínhamos outro livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura (PNL) para o 2.º ano - Leitura Autónoma: O urso que perdera o coração, de Carlos Alberto Silva (texto e ilustrações), produção da Textiverso.

Acessos a Artigos
905929

Temos 4 visitantes e 0 membros em linha