Artigos relacionados

Na montra

soares_barbosas_capa.jpg
jean_marie001
A Academia Portuguesa da História realizou no dia 7 de Dezembro último a sessão solene do Dia da Academia, que decorreu no Palácio dos Lilases, em Lisboa.
Comemorando os 750 anos do nascimento do rei D. Dinis, foi apresentada uma conferência sobre o tema, pela Académica de Número, Prof.ª Doutora Maria José Azevedo Santos.
Nesta cerimónia foram ainda entregues os prémios 2011 aos autores de nove obras seleccionadas. Entre esses prémios, constou o Prémio de História Calouste Gulbenkian – História da Europa que foi atribuído ao Prof. Doutor Jean-Marie Guillouët pelo livro “O portal de Santa Maria da Vitória de Batalha e a arte europeia do seu tempo”, apresentado em 14 de Agosto de 2011 na Batalha, numa edição da Textiverso, de Leiria.
Este foi um de três prémios instituídos na Academia Portuguesa da História sob o patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian, no valor de 2.000,00 euros cada um, denominados "Prémios de História Calouste Gulbenkian", a fim de galardoarem obras históricas de reconhecido mérito.
Jean-Marie Guillouët agradecendo o prémio
Jean-Marie Guillouët deslocou-se de Paris a Lisboa para receber o merecido galardão e, em palavras de circunstância, explicou a razão do livro agora premiado e agradeceu àqueles que o ajudaram nas investigações e no estudo desenvolvido, designadamente o Prof. Doutor Saul António Gomes, de Leiria. Teve ainda uma palavra de agradecimento para com aqueles que proporcionaram a edição do livro – a Textiverso e a tradutora, a Prof.ª Doutora Cecília Gomes Basílio.

A lista dos prémios e dos premiados

- Prémio Fundação Calouste Gulbenkian, História Moderna e Contemporânea de Portugal – “Amilcar Cabral (1924-1973)”, atribuído a Julião Soares Sousa;
- Prémio Fundação Calouste Gulbenkian, História da Presença de Portugal no Mundo – “Uma História do Brasil em Manuscritos”, atribuído ao Dr. José Augusto Bezerra;
- Prémio Fundação Calouste Gulbenkian, História da Europa – “O portal de Santa Maria da Vitória de Batalha e a arte europeia do seu tempo”, atribuído ao Prof. Doutor Jean-Marie Guillouët;
- Prémio Fundação Engº António de Almeida, Prémio Joaquim Veríssimo Serrão, História – “Baluartes da fé e da disciplina. O enlace entre a Inquisição e os bispos em Portugal (1536-1)”, atribuído ao Prof. Doutor José Pedro de Matos Paiva;
- Prémio Lusitânia – História – “O Conselho Distrital de Lisboa da Ordem dos Advogados”, atribuído à Dra. Maria João de Figueiroa Rego;
- Prémio Dr. P. M. Laranjo Coelho, História Cultural e das Mentalidades – “Universo da Comunidade Rural. Época Moderna”, atribuído à Dra. Maria Margarida Sobral Neto;
- Prémio Prof. Doutor Pedro Cunha e Serra, Estudos de Onomástica e Antroponímia – “As Cicatrizes da Guerra no Espaço Fronteiriço Português (1250-1450)”, atribuído ao Prof. Doutor João Gouveia Monteiro;
- Prémio 3º Marquês de São-Payo, Genealogia, heráldica ou História do Direito – “A Casa da Torre das Pedras - História, Genealogia e Heráldica”, atribuído ao Tenente-General Alexandre Sousa Pinto;
- Prémio 8º Conde dos Arcos –Vice-Rei do Brasil, Estudos de História Luso-Brasileira – “O Alto Sertão”, atribuído à Dra. Maria Beltrão.