Artigos relacionados

Na montra

a_ti_palavra.jpg

Desta vez foi o Moinho do Papel, em Leiria, o local escolhido para Pedro Jordão lançar o seu último livro, “Deus aposenta-se”. Foi no dia 2 de Junho de 2018, com apresentação de Carlos Lopes Pires. Este livro tem 254 páginas, é uma edição do autor e teve produção da Textiverso, de Leiria.

Um ano depois do lançamento da obra monumental “Forais de Leiria”, a editora Textiverso acaba de lançar mais um volume de aparato, ainda com Leiria como pano de fundo, mas agora já como cidade e diocese. Tem justamente por título “Leiria Cidade e Diocese, 1545-1918 – Documentos Fundacionais” e é da autoria do historiador leiriense Prof. Doutor Saul António Gomes. É um livro de formato A4, com 224 páginas, capa cartonada e impressão a cores. Foi lançado no dia 26 de Maio no Celeiro da Casa do Terreiro, da Fundação Caixa Agrícola de Leiria, com a presença do Sr. Presidente da Câmara, Dr. Raul Castro, do Sr. Bispo da Diocese de Leiria-Fátima, D. António Marto, do Vigário da Diocese, Pe. Jorge Guarda, do promotor do livro, Eng. Ricardo Charters d’Azevedo, da Directora do Arquivo Distrital de Leiria e representante da Torre do Tombo, Dr.ª Paula Cândido, do editor, Eng. Carlos Fernandes, e naturalmente do autor, Prof. Doutor Saul António Gomes, que fez a apresentação.

A freguesia da Barreira (Leiria) testemunhou um acto cultural relevante no dia 6 de Maio de 2018 quando se lançou, no seu Salão Paroquial, uma “Antologia de poetas da Barreira”, organizada por Pedro Moniz. É um livro de 128 páginas produzido pela Textiverso, que foi apresentado por Clara Maria de Sousa Paulo, também ela a laborar na área da poesia e já com um livro publicado.

O auditório da Casa-Museu João Soares, nas Cortes (Leiria) foi o espaço escolhido para a apresentação do terceiro volume de “Re Cortes do jornal daí” (das Cortes), relativo a assuntos tratados no periódico entre 2007 e 2017, o que aconteceu na tarde do dia 29 de Abril de 2018. Edição do “Jornal das Cortes”, com 574 páginas, teve produção da Textiverso. Presentes na mesa a Vereadora da Educação da Câmara de Leiria, Dr.ª Anabela Graça, o representante da União das Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes, Luís Gaspar, o apresentador do livro e ex-redactor do jornal, Carlos Fernandes, e, naturalmente, a directora, Patrícia Gonçalves.

Na Biblioteca Municipal da Marinha Grande foi lançado, no dia 7 de Abril de 2018, o livro “Crónicas da Madrugada”, da autoria de Fernando Alexandre Martins, da Marinha Grande. É um livro de 112 páginas, produção da Textiverso.

Na Biblioteca da Escola Básica de Maceira – Centro Escolar, foi apresentado, no dia 31 de Março de 2018, o livro para crianças “A escolha do Sebastião”, da autoria de Ana Cristina Luz, com produção da Textiverso, de Leiria.

O auditório da Escola Secundária Domingos Sequeira acolheu, na tarde do dia 23 de Fevereiro de 2018, o lançamento do livro para juventude “Leo e a Pura Energia”, de R. S. Arrimar, da Marinha Grande. Com 256 páginas, este livro é o n.º 2 da colecção “Leo” e é uma edição da autora, com produção da Textiverso, de Leiria. A apresentação foi feita por uma fã, Sónia Santos.

A Casa-Museu João Soares acolheu, no dia 17 de Dezembro de 2017, o lançamento do livro “Contos”, de António Fernandes, das Cortes (Leiria). Tem 96 páginas, é uma edição do autor e foi produzido pela Textiverso. A apresentar estiveram as Dras. Natália da Mota e Rita Justino.

No dia 13 de Dezembro de 2017 efectuou-se no Porto o lançamento do livro “Horizontes”, uma antologia de poemas dos vários alunos seniores da classe de “Poesia e Dizer”, do Instituto Cultural D. António Ferreira Gomes. Com 64 páginas, o livro é uma produção da Textiverso.

A apresentar esteve a Dra. Maria Celeste Alves, que é a professora responsável por aquela cadeira do Instituto. Esta docente fez acompanhar a sua apresentação com outra poesia, dedicando a cada aluno um poema de um poeta português consagrado.

Manuela Ribeiro lançou mais um livro em Leiria, no dia 9 de Dezembro de 2017. Trata-se de “Uma letra, Mil palavras”, com excelentes ilustrações de Carlos Rocha. Tem 56 páginas e é uma produção da Textiverso, de Leiria. A sessão de lançamento decorreu na Livraria Arquivo, e contou com a apresentação de Carlos Alberto Silva. Na verdade, trata-se de uma segunda edição, mas com ilustrações diferentes da primeira (2012), o que quase o transmuta num livro novo.

Ao fim de três anos e meio, ascende a 14 o número de volumes produzidos no âmbito dos “Cadernos de Estudos Leirienses”, o que equivale a cerca de seis mil páginas escritas e dedicadas aos assuntos da região alargada do Distrito de Leiria. Justamente o volume 14 foi lançado no dia 9 de Dezembro de 2017, no m|i|mo – museu da imagem em movimento, em Leiria. Tem 432 páginas e é uma edição da Textiverso.

A apresentar este trabalho esteve o coordenador científico, Prof. Doutor Saul António Gomes, que fez uma intervenção abrangente, dedicando considerações de síntese aos 26 estudos inseridos, desta vez sem qualquer dossiê especial. Mas salientou os que, de alguma forma, colocam a literatura na História, designadamente a prosa das traduções, inéditas, de Francisco Rodrigues Lobo, na 3.ª parte das “Cartas dos Grandes do Mundo”, a vida e a obra do escritor leiriense Manuel Ferreira e ainda o reencontro do poema de António da Costa Santos que faltava na partitura da “Marcha Lusitana”, de Inácio Aires de Azevedo.