Na montra

capa_Ana_Joana.jpg
Saul Gomes, entre os elementos da mesa
No dia 20 de Setembro de 2009 foi apresentado na Eira Velha, em Colmeias, no átrio da EBI e perante uma plateia bem significativa, um livro comemorativo dos 10 anos do periódico local, o mensário “Notícias de Colmeias”, de que é director Joaquim Santos.
Trata-se de um livro de grande formato (21,5 x 27,5 cm), com capa cartonada e 256 páginas. Tem por título “10 anos Notícias de Colmeias: 1999-2009”, a edição é do próprio periódico, com coordenação editorial de Joaquim Santos e produção da editora Textiverso. O projecto gráfico é de Carlos Fernandes, e a concepção e arranjo da capa de Gonçalo Fernandes.
Numa primeira e extensa parte, este livro insere uma antologia de textos de cada uma das 114 edições do jornal produzidas até Junho último. Depois, um segundo bloco de textos editados no jornal sobre a história das Colmeias. As 12 revistas e os 8 livros editados pelo jornal são mencionados a seguir. “Momentos gratos da vida do jornal” insere um conjunto de fotografias que retratam a evolução do jornal e dos seus colaboradores ao longo dos primeiros dez anos e as diversas actividades que desenvolveu.  O jornal foi também publicando fotografias antigas que aqui se juntam em “Recordar o passado”. A exposição sobre a Era Jurássica e a evocação dos artistas e gráficos que colaboram com o jornal merecem relevo. Destaque ainda para uma secção de colaboradores e amigos do jornal, com largas dezenas de fotos de cada um deles. Há também fotos de figuras marcantes entrevistadas no jornal, desde Mário Soares a Eusébio, passando por Fernando Pessa, José Hermano Saraiva, Vanessa Fernandes ou Artur Agostinho. Uma outra secção descreve “O jornalismo em Colmeias” e fecha com a história dos 10 anos do “Notícias”. Dois longos textos sobre a história fundacional de Colmeias encerram este importante livro para aquela freguesia e para o concelho de Leiria.
Aspecto da assistência
Na apresentação estiveram Carlos Fernandes, que coordenou a sessão, o Professor Doutor Saul António Gomes, o jornalista João Paulo Leonardo e, naturalmente, o Director do “Notícias de Colmeias”, Joaquim Santos. Saul Gomes falou da história de Colmeias e da importância de um jornal para a assegurar e divulgar. João Paulo Leonardo abordou a chamada “Informação de proximidade”, sublinhando que «a imprensa regional tem assumido uma importância social indiscutível no serviço às populações, servindo como meio de coesão e de afirmação da identidade local e regional, que se repercute na sua região e até no País». Carlos Fernandes, por sua vez, destacou a importância dos jornais locais: «É aos jornais locais que deve dar-se o apoio porque é neles que está a potência da proximidade, o calor humano da gente que partilha as mesmas dificuldades ou as mesmas satisfações, a autoridade crítica de quem acompanha de perto os problemas, enfim, o conhecimento objectivo da malha de questões em que se movimenta a comunidade.» Joaquim Santos encerraria com uma crítica cerrada ao poder, pela marginalização a que tem submetido a imprensa não diária: «Prefiro falar hoje, isso sim, do desleixo e descrédito que o Estado tem dado à imprensa regional e local, ao jornalismo de proximidade.» Esclarecendo: «Os últimos Governos de Portugal têm-se demitido das suas funções e dos princípios éticos da democracia. Os subsídios chegam muitas vezes para quem não precisa ou para os projectos de comunicação que simplesmente conseguem provar na secretaria os seus direitos, face a uma legislação inadequada, injusta e penalizadora para todos os pequenos jornais portugueses.»
Enfim, a apresentação de um livro como pretexto para uma reflexão bem acutilante do papel da imprensa regional e local. Os textos das intervenções podem ser lidos na secção “Autores/Apresentações”.