Artigos relacionados

Na montra

capa-Sanfins.jpg

Um ano depois do lançamento da obra monumental “Forais de Leiria”, a editora Textiverso acaba de lançar mais um volume de aparato, ainda com Leiria como pano de fundo, mas agora já como cidade e diocese. Tem justamente por título “Leiria Cidade e Diocese, 1545-1918 – Documentos Fundacionais” e é da autoria do historiador leiriense Prof. Doutor Saul António Gomes. É um livro de formato A4, com 224 páginas, capa cartonada e impressão a cores. Foi lançado no dia 26 de Maio no Celeiro da Casa do Terreiro, da Fundação Caixa Agrícola de Leiria, com a presença do Sr. Presidente da Câmara, Dr. Raul Castro, do Sr. Bispo da Diocese de Leiria-Fátima, D. António Marto, do Vigário da Diocese, Pe. Jorge Guarda, do promotor do livro, Eng. Ricardo Charters d’Azevedo, da Directora do Arquivo Distrital de Leiria e representante da Torre do Tombo, Dr.ª Paula Cândido, do editor, Eng. Carlos Fernandes, e naturalmente do autor, Prof. Doutor Saul António Gomes, que fez a apresentação.

 

Edição comemorativa do Primeiro Centenário da Restauração da Diocese (1918-2018), este trabalho inclui, para além de uma contextualização do período considerado, a reprodução de vários documentos originais, entre eles: a Carta de D. João III de elevação de Leiria a cidade (13-06-1545); as três Bulas do Papa Paulo III da criação da Diocese de Leiria (22-05-1545,); a Bula de Leão XIII de extinção da Diocese (30-09-1881); a Bula de Bento XV de restauração da Diocese (17-01-1918); e ainda a Provisão de Bento XV de apresentação de D. José Alves Correia da Silva como Bispo de Leiria (15-05-1920).

O Sr. Bispo D. António Marto congratulou-se pela edição de uma obra de qualidade que assinala uma efeméride festiva e sublinhou a importância de podermos aceder aos documentos originais.

Por sua vez, o Eng. Ricardo Charters d’Azevedo lembrou outra edição de grande importância, que foi a dos “Forais de Leiria”, e referiu o seguinte: «A Textiverso, editora destas duas obras, está de parabéns, pois ela tem dado à estampa inúmeras publicações que nos permitem conhecer a nossa região.» E acrescentou que, sem o esforço da editora, «acompanhada de uma larga equipa de investigadores, não poderíamos ter disponível todo um acervo de documentação, como a que hoje nos é presente, nem termos a divulgação de trabalhos sobre o distrito de Leiria e sobre o concelho de Ourém que publicações como os Cadernos de Estudos Leirienses (já em 16 volumes) nos facultam». Deixou ainda dois apelos: «Um, à CML e à Diocese de Leiria-Fátima (e por que não à ESECS do IPL?) para que incentivem autores a publicar e as editoras a dar à estampa; o outro, a todos vós [público] que comprem e leiam estes livros, ou pelo menos os folheiem, e este sobre “Leiria Cidade e Diocese” que bem bonito é!»

O autor, Prof. Doutor Saul António Gomes, deu mais uma lição de história, sumariando os eventos que marcaram a história da cidade e diocese de Leiria nos últimos cerca de 500 anos e sublinhando os grandes momentos da região, pela positiva e pela negativa. Não esqueceu de referir a importância crescente da Diocese depois dos acontecimentos de Fátima e o papel que, nesse capítulo, tiveram os bispos D. José Alves Correia da Silva, D. João Pereira Venâncio, D. Alberto Cosme do Amaral e D. Serafim de Sousa Ferreira e Silva, todos eles com o seu ministério no século XX.

Na sequência do livro “Forais de Leiria”, este trabalho complementa, em termos de documentos fundacionais, o conjunto essencial que marcou Leiria nos últimos 500 anos e constitui uma base incontornável para a compreensão da sua história.